sa
BONS CURSOS
Estudar é um caminho seguro para o sucesso! Os melhores cursos, apostilas e manuais digitais em pdf por e-mail ou download.
Administração  Agropecuária  Apostilas  Aprendizado  Arte Artesanato Bebidas  Brechó Celular Comprar Concursos Contos Cooperativa Culinária Cultura  Cursos Doação  Downloads Downloads en español Economia  Educação  Eletronica  Empreendedorismo  Escola Esotérico  Espanhol  Esportes  Idiomas  Informática  Joias e pedras  Livros  Loteria  Marketing Notícias Promoção  Saude Sebo Solidariedade  Teatro  Telefonia   Vestibular
Apostilas
Genealogia
Informática
Petróleo
Solidariedade
Teatro
Água  Alzheimer  Autismo  Demencias  Dengue  Dietas  Doença de Pick  Enfermagem  Fisioterapia  Gota  Hipertensão  Homeopatia  Massagem  Peçonhentos  Saúde Oral  Vitiligo
DENGUE
A dengue é uma doença causada por um vírus com 4 variedades. Por isso ainda não existe uma vacina definitiva, pois não adianta imunizar uma pessoa contra um tipo de vírus, já que ela ficaria indefesa contra os outros.
A picada da fêmea do mosquito Aedes aegypti ou do Aedes albopictus é a única forma de transmissão da dengue. Uma pessoa infectada pode passar a doença para outra; não há transmissão por contato direto de um doente ou de suas secreções para pessoas sadias. A pessoa também não se contamina por meio de fontes de água, alimento, ou uso de objetos pessoais do doente de dengue. O Aedes é parecido com o pernilongo comum, e pode ser identificado por algumas características que o diferencia como: corpo escuro e rajado de branco e possui hábito de picar durante o dia. É originário da África Tropical característico de países com clima tropical e úmido, introduzido nas Américas durante a colonização. Atualmente encontra-se amplamente disseminado nas Américas, Austrália, Ásia e África.
 

O mosquito fica onde o homem estiver, e prefere picá-lo a qualquer outra espécie e também gosta de água acumulada para colocar seus ovos. No calor, o período reprodutivo do mosquito fica mais curto e ele se reproduz com maior velocidade. Isto explica o aumento de casos de dengue no verão.
As fêmeas picam depois do acasalamento porque necessitam do sangue que contem proteínas necessárias para que os ovos se desenvolvam e assim dar seqüência no seu ciclo de vida. A fêmea do Aedes vive cerca de 30 a 45 dias e, nesse período, pode contaminar até 300 pessoas. Ela coloca durante sua vida até 450 ovos. Descobriu-se que existe a transmissão transovariana, ou seja, que a fêmea, se estiver contaminada, inocula o vírus nos ovos e os mosquitos já nascem com ele. Isso multiplica as chances de propagação. A temperatura que o mosquito gosta é de 26 a 28 graus. 
Qualquer temperatura inferior a 18 graus o torna inoperante. Com 42 graus, ele morre.  A picada do Aedes aegypti causa eventualmente a sensação de coceira ou incômodo e é semelhante à picada de qualquer outro mosquito. Nem todos Aedes transmitem a dengue, apenas a fêmea e se estiver infectada pelo vírus da Dengue. Além disso, muitas  pessoas picadas pelo mosquito Aedes aegypti infectado não apresentam sintomas por características do sistema imunológico de cada um. De 20% a 50% das pessoas não desenvolvem a doença e outras apresentam sintomas brandos que podem passar despercebidos ou confundidos com gripe, existindo ainda, aquelas que são acometidas de forma acentuada, com sintomatologia exacerbada. Durante seis dias a pessoa infectada pode transmitir o vírus para o mosquito. Um dia antes de começar a sentir os sintomas e nos cinco primeiros dias de sintoma. Depois disso, não infecta mais o mosquito. O controle do Aedes adulto é feito com borrifação de inseticidas e só é eficaz no caso de surtos ou epidemias. Para matar os mosquitos é preciso acabar com os ovos. Caso contrário, outros mosquitos nascerão. Os repelentes possuem ação limitada e não
eliminam o mosquito, apenas o mantém distante. É necessário eliminar os focos de criação, pois a fêmea põe os ovos em água parada. A única maneira de evitar a dengue é não deixar o mosquito nascer. Para isso, é necessário acabar com os criadouros (lugares de nascimento e desenvolvimento dele). Ou seja: não deixe a água, mesmo limpa, ficar parada em qualquer tipo de recipiente como: Garrafas; Pneus; Pratos de vasos de plantas e xaxim; Bacias; Copinhos descartáveis. Também não se esqueça de tapar: Caixas d'água; Cisternas; Tambores; Poços; Outros depósitos de água.
SINTOMAS DA DENGUE
Os principais sintomas da dengue são: Febre alta, dor de cabeça, principalmente na região ocular, dores nas articulações, músculos e muito cansaço. Também é comum náuseas, falta de apetite, dor abdominal, podendo até ocorrer diarréia e vermelhidão na pele. Os sintomas aparecem de três a quinze dias após a picada do mosquito infectado. A intensidade dos sintomas varia muito de pessoa para pessoa. A pessoa pode confundir a dengue com uma gripe forte. A melhor forma de se ter certeza é procurando um médico e eventualmente realizando exames.
TRATAMENTO DA DENGUE
Deve-se procurar um médico a partir dos primeiros sintomas.
A pessoa doente deve repousar e ingerir bastante líquido (água, sucos naturais ou chá), evitando qualquer tipo de refrigerante ou suco artificial. Antitérmicos e analgésicos que contém em sua fórmula, ácido acetilsalisílico, como a aspirina, devem ser evitados. Os medicamentos a base de ácido acetilsalisílico como "Aspirina, Melhoral, AAS tem efeitos anticoagulantes e podem causar sangramentos.
A febre costuma durar de três a oito dias e pode causar pequenas bolhas vermelhas em algumas regiões do corpo, como pés, pernas e axilas. Na maioria das vezes, o doente demora uma semana para ficar bom. Porém, o cansaço e a falta de apetite podem demorar até quinze dias para sumir. A recuperação costuma ser total.
Nas crianças pequenas a doença assemelha-se mais a uma infecção viral inespecífica, sendo que os sintomas mais freqüentes são: febre, vômito e nas que já falam, a dor abdominal. A prostração é menos intensa. Deve-se procurar um médico logo que aparecerem os primeiros sintomas. Estudos indicam que uma pessoa doente de dengue fica imune para sempre, com relação ao sorotipo que determinou a infecção,
além do que, por um período de alguns meses, ela fica protegida para qualquer dos sorotipos de dengue. Passado este tempo, se ela se contaminar por outro tipo de vírus diferente daquele que se contaminou antes poderá ter comprometimento do quadro clínico e desencadear a dengue hemorrágica.
DENGUE HEMORRÁGICA
A diferença entre a dengue clássica e a hemorrágica é que a clássica é mais branda do que a hemorrágica, que pode até causar a morte do doente. As pessoas que já tiveram dengue uma vez podem desenvolver o tipo hemorrágico. Qualquer um dos 4 sorotipos da dengue pode causar dengue hemorrágica. A probabilidade de manifestações hemorrágicas é menor em pessoas infectada pela primeira vez, portanto pessoas que contraem dengue mais de uma vez apresentam maior chance de complicações do quadro clínico,  incluindo manifestações hemorrágicas.  Há três exames que podem ser utilizados para identificar a doença: a prova do laço, a contagem das plaquetas e a contagem dos glóbulos vermelhos. A prova do laço é um exame de consultório, com uma borrachinha o médico prende a circulação do braço e vê se há pontos vermelhos sob a pele, que indicariam a doença. Os outros testes são feitos por meio de uma amostra de sangue em laboratório. A dengue hemorrágica se manifesta de três a cinco dias depois da clássica. A febre reaparece após ter cessado, causando suor,  deixando a pele esbranquiçada e as extremidades frias. É comum dor de garganta, queda de pressão, dores no estômago e abaixo  das costelas. As hemorragias ocorrem em pequena quantidade. Quando a doença fica ainda mais grave o fígado fica mole e doloroso. As cólicas abdominais e a hemorragia aumentam, atingindo o tubo digestivo e os pulmões. O tratamento neste caso, é aplicação de soro e plasma. Em certos casos há a necessidade de transfusão de sangue. De acordo com as estatísticas a chance de morte no caso da primeira manifestação da dengue clássica é zero. Na dengue
hemorrágica a taxa é de aproximadamente 3%.
Recomendações
Não existem medicamentos antivirais para combater a dengue. O tratamento é apenas sintomático. Tomar muito líquido, para evitar desidratação, e utilizar antipiréticos e analgésicos, para aliviar os sintomas, são as medidas de rotina. Por interferir com a coagulação, medicamentos que contenham ácido acetilsalisílico (AAS, Aspirina, Buferin, Melhoral, Doril, etc.) estão formalmente contra indicados. Medicamentos à base de dipirona constituem boa opção para baixar a temperatura. A dengue é doença de curso benigno, mas nos casos da forma hemorrágica é fundamental procurar assistência médica.
PROMOÇÕES Clique na figura e participe! dengue

Ajude a combater a dengue.
clique aqui

DOWNLOADS GRÁTIS
Contribua com nosso trabalho divulgando para seus amigos  ou fazendo sua doação! Clique no item de seu interesse para fazer o downloads grátis dos arquivos e recomende a seus amigos!

Auto estima  Como estudar  Como utilizar óleo de fritura  Como cuidar do Dengue  Dicas de cozinha  Manual de alfabetização  Manual do cuidador familiar  Manual do Cuidador profissional  Manual de cooperativas  Manual de administração de empregados domésticos  Manual de primeiros socorros  Receitas de pão




Bombons
Cupcakes
Licores
Ovos de Páscoa
Sorvetes
Bebidas
Culinária
Loteria
Saúde
Solidariedade
GENEALOGIA
Árvores Genealógicas
Pesquise sua árvore genealógica no índice abaixo. Se não tiver: clique e Inclua sua Família ou atualize seus dados. É gratuito! Você pode também  incluir um link para acesso à página de sua família.
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
BONS CURSOS
Cursos, apostilas e manuais digitais em pdf por e-mail ou download.
APOSTILAS VIA E-MAIL  
Apenas R$ 10,00 , você compra uma e ganha outra inteiramente grátis. Clique no link de pagamento abaixo e aproveite a promoção
APOSTILAS via e-mail
Apicultura(abelha e mel)
Aves domésticas
Avestruz
Codornas
Compostagem
Hidroponia (técnicas)
Horta orgânica
Incubadora (projetos)
Pavão e Faisão
Ranicultura (rãs)
Viticultura(Uvas)
Astrologia  
Numerologia
Radiestesia
Radiestesia gráficos
Radiestesia prática
Administração Crise Financeira
Administração Financeira
Bolsa de Valores  
Contabilidade de Custos
Contabilidade Geral
Depto Pessoal
Leitura Dinamica
Liderança
Mágicas
Marketing de Rede
Marketing Pessoal
Matematica
MemorizaçãoOratória
Relações Humanas 
Secretariado
Telemarketing
Vendas 
Fabricação de Licores
Fabricação de ovos de Páscoa 
Fabricação de Queijos
Fabricação produtos de limpeza
Fogão a Lenha (projetos)
Futebol
Pedras preciosas e joalheria
Sabonetes Artesanais
VelasArtesanais
Receitas da Vovó Julita
Receitas de doces e Compotas Receitas de drinks e bebidinhas
Receitas de Sanduiches e Sucos
Receitas Dietéticas
Receitas variadas
Access XP  
CorelDraw
Dreamweaver
Excel XP 
Flash
Informática básica
Internet básica
Lógica
Linux
Montagem Computadores
Pagemaker
Photoshop
Powerpoint XP 
Windows XP
Word XP
Alemão
Chinês-Mandarim
Espanhol
Francês
Grego
Hebraico
Holandês
Inglês
Italiano
Japonês
Latim 
Russo
Administração  Agropecuária  Apostilas  Aprendizado  Arte Artesanato Bebidas  Brechó Celular Comprar Concursos Contos Cooperativa Culinária Cultura  Cursos Doação  Downloads Downloads en español Economia  Educação  Eletronica  Empreendedorismo  Escola Esotérico  Espanhol  Esportes  Idiomas  Informática  Joias e pedras  Livros  Loteria  Marketing Notícias Promoção  Saude Sebo Solidariedade  Teatro  Telefonia   Vestibular